pantanal_aymara_aereas_drone_20191024_00

CONSERVAÇÃO AMBIENTAL

|

|

RESERVA NATURAL PARTICULAR

Na Reserva Natural Aymara é possível avistar uma grande variedade  de aves, mamíferos, borboletas e répteis.
 

A propriedade é um verdadeiro refúgio ecológico que abriga animais como o Cervo do Pantanal, Anta, Tamanduá Bandeira, Cachorro do Mato, Jaguatirica, Macacos, Capivaras, Quatis, Ariranhas e até mesmo Onças Pardas e Onças Pintadas. Entre as mais de 300 espécies de aves se destacam os Tuiuiús, Colhereiros, Garças, Tucanos, Mutuns, Papagaios, e as Araras Azuis que fizeram seu ninho em uma das árvores no pátio da pousada.
 

Toda essa diversidade faz do Aymara Lodge uma das melhores localizações  para observadores de aves, no país.

FAUNA

 

FLORA

 

Acesse o guia de Plantas úteis à sobrevivencia no Pantanal: https://www.cpap.embrapa.br/agencia/simpan/sumario/palestras/ArnildoPott.PDF

PESQUISA

O bioma Pantanal é rico em biodiversidade e vem sofrendo fortes degradações nos últimos anos, deixando em risco a fauna e flora nativas do bioma e acarretando alterações nas condições ambientais, diminuindo a oferta de recursos e serviços naturais. A área de estudo se encontra no município de Poconé – MT, na região norte do Pantanal mato-grossense, fazendo uso da Aymara Lodge e propriedades vizinhas como locais de coleta de dados. Uma série de protocolos são utilizados para evitar ou conter o avanço das queimadas no Pantanal e em outros biomas, certamente uma das mais utilizadas são os aceiros que removem preventivamente a matéria vegetal que funcionaria como combustível para o fogo, deixando uma área nula onde o fogo não se propaga.

Para compreender como as áreas foram afetadas e quais ações de manejo e conservação serão mais efetivas ao integrarem certos tipos de organismos, utilizam-se agentes bioindicadores de qualidade ambiental, no qual para este estudo foram escolhidas as aves por terem amplos níveis de sensibilidade a degradação do seu ambiente de vida em circunstancias diferentes de conservação, podendo estarem ou não presentes em ambientes cuja qualidade ambiental seja alta ou baixa de acordo com os recursos como local para descanso, reprodução e alimentação.

Neste contexto, estão sendo analisadas áreas de aceiro, áreas queimadas e áreas de vegetação íntegra sem aceiro ou incêndio, das quais, a diversidade de cada um destes ambientes é analisada por meio de índices estatísticos, revelando as diferenças e semelhanças entre os ambientes de acordo com a presença, ausência e abundância de espécies de aves amostradas.

1/1

Pablo Edini Damião, biólogo formado pela Unoeste de Presidente Prudente – São Paulo, atuou como voluntário nos incêndios no Pantanal em 2020 e retornou para avaliar os impactos da tragédia no bioma com o seguinte projeto de pesquisa intitulado “Influência dos aceiros de controle de queimadas na composição de aves no município de Poconé – MT, Pantanal Norte”